Red Orchestra 2: Heroes of Stalingrad Resenha – Review


Primeiramente, esta resenha demorou esse tempo todo para sair porque estava dando um tempo para que o pequeno time da Tripwire conseguisse corrigir o máximo de bugs com atualizações, que ocorriam quase diariamente.

Red Orchestra 2: Heroes of Stalingrad tem duas opções: Single-player e Multiplayer, mas não se engane, pois o jogo é totalmente voltado para a ação online. A campanha single-player é uma espécie de tutorial estendido, onde você joga os mapas e objetivos do multiplayer, mas ao invés de jogadores, estão presentes os bots. As animações entre as missões do single-player são muito bem produzidas, contam situações reais de batalhas tiradas de diários de veteranos do combate. Mas a diversão offline acaba por aí. A qualidade da inteligência artificial é muito fraca e os objetivos são muito simplórios. Os bots irão frequentemente ficar na sua frente, passar do seu lado sem se quer notarem sua presença. Às vezes, eles irão fazer o oposto: te matar com um tiro impossível, a centenas de metros de distância. Portanto, se você procura por um shooter para jogar fora da internet, Red Orchestra 2: Heroes of Stalingrad não é a melhor opção.

Red Orchestra 2: Heroes of Stalingrad é uma excelente experiência online

O multiplayer por outro lado é incrível! Há muito tempo não me impressionava tanto com a qualidade e diversão proporcionada por um jogo de tiro. Como disse em prévias anteriores, existem os smartphones, smartcars e agora a Tripwire criou o SmartGame. O jogo é muito bem pensado e projetado, tudo funciona bem. As paredes e esconderijos ficam na altura certa para você mirar sem se expor muito. Falando nisso, o jogo conta com um sistema de cobertura similar ao de jogos em terceira pessoa. Ao apertar a tecla de cobertura, você ficará “grudado” na parede e, ao apertar o botão direito, colocará sua arma em posição de tiro. O jogo também permite inclusive que você atire sem nem mesmo olhar onde está atirando, através do tiro cego.

 

A morte está sempre presente em uma das batalhas mais sangrentas da humanidade, a Batalha de Stalingrado, onde morreram 1.9 milhões de pessoas em apenas 5 meses de conflito. No jogo não é diferente, na maioria das vezes apenas um tiro é suficiente para terminar com sua vida. Devido ao realismo de danos e mortes, os jogadores acabam jogando mais precavidos e escondidos do que em outros shooters, o que gera um tiroteio mais intenso e tático.

A morte está apenas alguns passos a frente

O jogo está no ponto ideal entre a mistura de jogabilidade x realismo. Embora não seja tão realista quanto a série ArmA, o jogo é realista o suficiente para manter entusiastas de realismo felizes, e divertido o suficiente para tentar agradar jogadores de Battlefield e Call of duty. O apelo de imersão do jogo é bastante alto. Em alguns mapas você realmente achará que está na guerra. O nível de detalhe dos soldados é impressionante. Os uniformes, armas e animações estão muito bem feitos. O gráfico dos cenários, que na sua grande maioria são recriações de locais reais da batalha de stalingrado, e sons estão também de altíssima qualidade. As músicas e hinos são emocionantes e te preparam para o combate eminente.

Red Orchestra 2: Heroes of Stalingrad tem balanço perfeito entre Jogabilidade x Realismo

Infelizmente, devido a um lançamento apressado, o jogo ainda conta com diversos bugs que estão sendo removidos diariamente pela Tripwire. O status do seu soldado, como level, achievements e desbloqueios, estão bugados e mostram informações totalmente erradas. O combate entre tanques pode apresentar diversos problemas de lag e existe um bug que me irrita bastante, em que o soldado de vez em quando não atira quando você clica.

 

Considerações finais:

Tirando alguns bugs, Red Orchestra 2: Heroes of Stalingrad é uma excelente experiência online para quem está interessado em algo mais realista do que Battlefield, mas não tão monótono quanto ArmA. O jogo é muito bem pensado e com certeza irá te levar a um novo nível de desafio. Além disso, por ser um jogo feito exclusivamente para PC, sua vida útil será enorme, pois a comunidade já está preparando diversos mods e add-ons, isso sem falar nos updates gratuitos que os desenvolvedores irão lançar no decorrer dos meses, com novos mapas e unidades. Portanto, o jogo vale cada centavo que você investir.

Pontos positivos:

  • Excelente experiência multiplayer
  • Balanço certo entre realismo e jogabilidade
  • Suporte a mods e add-ons aumentam sua vida útil
  • Mapas criados baseados em plantas de locais reais
  • Boa quantidade de mapas e armas
  • Servidores brasileiros e americanos funcionam muito bem

Pontos negativos:

  • Alguns bugs podem atrapalhar a experiência de jogo
  • Single-player mal aproveitado
  • Inteligência artificial fraca

 

Nota Final: 8.7

Você poderá comprar Red orchestra 2: Heroes of Stalingrad por 39,99 dólares aqui.

Caso tenha gostado da matéria, compartilhe com seus amigos clicando abaixo:



Fundador do site Games de Guerra e viciado em jogos de guerra desde 1996


Valem seu clique:


Deixe seu comentário:

  • O que é o Games de Guerra?

    Blog especializado em jogos de guerra para PC. Aqui você vai encontrar matérias, dicas e downloads de jogos conhecidos e desconhecidos do gênero.



  • Acompanhe o GDG

    • Discord
    • Facebook
    • Youtube

  •